Archive for the ‘Dorival Caymmi’ Category

77 – Dorival Caymmi – Canções Praieiras (1954)

abril 8, 2009

Cantor e compositor de música popular brasileira, pintor e desenhista brasileiro nascido em Salvador, Bahia, um dos maiores compositores de sucessos de toda a história da música popular brasileira, cujas letras e melodias retratam o mar, a labuta dos pescadores, o dia-a-dia do povo, a graça das mulheres e a divindade dos orixás, constituindo um canto de profundo amor à Bahia. Filho do funcionário público e músico amador Durval Henrique Caymmi e de Aurelina Soares Caymmi e neto de italianos, seu avô veio para o Estado trabalhar na reforma do Elevador Lacerda, um dos principais cartões postais da capital baiana. Sua ligação com a música vem desde a infância, pois seu pai tocava violão, piano e bandolim, e sua mãe cantava em meio aos afazeres domésticos. Abandonou os estudos no 1º ano ginasial, aos 13 anos, para trabalhar como auxiliar de escritório no jornal O Imparcial e, depois quando o jornal encerrou suas atividades (1929), como caixeiro-viajante. Neste período aprendeu a tocar violão sozinho e compôs sua primeira canção: No Sertão (1930). Estreou na Rádio Clube da Bahia (1934) cantando e tocando violão, onde ganhou seu próprio programa, Caymmi e Suas Canções Praieiras (1935). Três anos depois resolveu e morar no Rio de Janeiro (1938), realizar um curso preparatório de direito e conseguiu um emprego como jornalista em um jornal dos Diários Associados, enquanto continuava compondo e cantando. Começou a se apresentar como calouro na rádio Tupi (1938), de propriedade de Assis Chateaubriand, e, depois de algum sucesso, passou a cantar em um dos programas populares da época, o Dragão da Rua Larga.

Suas canções tiveram ampla divulgação a partir de meados do século passado e colocaram a lagoa do Abaeté e a praia de Itapoã na geografia sentimental do Brasil. Autor de vários sambas inspirados, como Samba da minha terra (1940), foi entretanto na canção praieira que se tornou único: A jangada voltou só, Canoeiro, Bem do mar, O mar, Suíte dos pescadores e É doce morrer no mar, esta com letra de Jorge Amado. Seus versos simples e espontâneos caem com facilidade no gosto dos mais variados públicos. Seu primeiro LP em vinil foi Canções PraieirasSambas, hoje ambos reeditados em CDs (1954), e no ano seguinte lançou

Dorival Caymmi deixou um legado único na música popular brasileira: as canções praieiras. De acordo com o folclorista Câmara Cascudo, Caymmi inventou um gênero, já que não havia antes –e não houve até agora– nada que se assemelhe às suas praieiras; músicas como “A Lenda do Abaeté”, “O Vento”, “Canoeiro” e “O Mar”.

Um disco clássico!! Cheio de canções marcantes do compositor baiano.

Tracklist:

01 – Quem Vem Pra Beira do Mar (Dorival Caymmi)
02 – O “Bem” do Mar (Dorival Caymmi)
03 – O Mar (Dorival Caymmi)
04 – Pescaria (Canoeiro) (Dorival Caymmi)
05 – É Doce Morrer no Mar (Dorival Caymmi)
06 – A Jangada Voltou Só (Dorival Caymmi)
07 – Lenda do Abaete (Dorival Caymmi)
08 – Saudade de Itapoã (Dorival Caymmi)

Dorival Caymmi – Canções Praieiras (1954)

Anúncios