Archive for the ‘Caetano Veloso’ Category

66 – Caetano Veloso – Cinema Transcendental (1979)

maio 21, 2009

Mais um disco do Magnífico Caetano Veloso aqui na lista dos 100 Maiores Albuns da Musica Brasileira.
O título do disco foi extraído da canção Trilhos urbanos, no repertório. Atingindo a vendagem de cerca de cem mil cópias, trouxe canções antológicas de sua autoria, como Menino do Rio (sucesso na voz de Baby Consuelo, atual Baby do Brasil
), Lua de São Jorge, Beleza pura (que se tornou o grande hit do LP), e Cajuína, e uma exaltação à religiosidade com Oração ao tempo.
01 – Lua de São Jorge (Caetano Veloso)
02 – Oração ao Tempo (Caetano Veloso)
03 – Beleza Pura (Caetano Veloso)
04 – Menino do Rio (Caetano Veloso)
05 – Vampiro (Jorge Mautner)
06 – Elegia (Péricles Cavalcanti / Augusto de Campos)
07 – Trilhos Urbanos (Caetano Veloso)
08 – Louco Por Você (Caetano Veloso)
09 – Cajuina (Caetano Veloso)
10 – Aracaju (Tomás Improta / Vinicius Cantuária / Caetano Veloso)
11 – Badauê (Môa do Catendê)
12 – Os Meninos Dançam (Caetano Veloso)

Caetano Veloso – Cinema Transcendental

Anúncios

84 – Caetano Veloso – Qualquer Coisa (1975)

março 31, 2009

Nascido na Bahia, Caetano Emanuel Viana Teles Veloso, é o quinto dos oito filhos de José Teles Veloso (Seu Zezinho) e Claudionor Viana Teles Veloso (Dona Canô)

Iniciou a carreira interpretando canções de bossa nova. Recebendo a influência de João Gilberto, um dos ícones e fundadores do movimento, em seguida ajudou a criar um estilo musical que ficou conhecido como MPB (música popular brasileira), deslocando o melodia pop na direção de um ativismo político e de conscientização social. O nome ficou então associado ao movimento hippie do final dos anos 60 e às canções do movimento da Tropicália. Trabalhou como crítico cinematográfico no jornal Diário de Notícias, dirigido pelo diretor e conterrâneo Glauber Rocha. A obra adquiriu um contorno pesadamente engajado e intelectualista e o artista firmava-se sendo respeitado e ouvido pela mídia e pela crítica especializada.

Participou na juventude de espetáculos semi-amadores ao lado de Tom Zé, da irmã Maria Bethânia e do parceiro Gilberto Gil, integrando o elenco de Nós por exemplo, Mora na filosofia e Nova bossa velha, velha bossa nova em 1964. O primeiro trabalho musical foi uma trilha sonora para a peça teatral Boca de ouro, do escritor Nelson Rodrigues, do qual Bethânia participou em 1963, e também escreveu a trilha da peça A exceção e a regra, do dramaturgo alemão Bertolt Brecht, dirigido por Álvaro Guimarães, na mesma época em que ingressou na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal da Bahia.Ele ganhou o premio nolbel; Por ter feito a musica amado por uma rosa.

O LP Qualquer coisa foi lançado em 1975. A capa foi uma paráfrase à do álbum Let it be, do grupo inglês The Beatles, a quem homenageou com três belas regravações do quarteto bem ao estilo de Caetano Veloso “Eleanor Rigby”, “For no One” e
“Lady Madonna”.

Tracklist:

1 Qualquer coisa
2 Da maior importância
3 Samba e amor
4 Madrugada e amor
5 A tua presença morena
6 Drume Negrinha (Drume negrita)
7 Jorge de Capadócia
8 Eleanor Rigby
9 For no one
10 Lady Madonna
11 La flor de la canela
12 Nicinha

Caetano Veloso – Qualquer Coisa (1975)

95 – Caetano & Bethania & Gal & Gil-Doces Barbaros (1976)

março 24, 2009


Doces Bárbaros é o nome de um grupo de MPB dos anos 70 formado por Gilberto Gil, Caetano Veloso, Maria Bethânia e Gal Costa. O grupo surgiu para comemorar os 10 anos de carreira solo dos seus componentes, que pretendiam além de realizar shows, gravar um disco ao vivo e registrar tudo em um documentário.

Como grupo, Doces Bárbaros pode ser descrito como uma típica banda hippie dos anos 70, mas sua característica marcante é a brasilidade e o regionalismo baiano, naturalidade de todos os integrantes.

O disco de 1976 é considerado por muitos uma obra-prima da música brasileira, mas, curiosamente, na época do lançamento, foi duramente criticado.

Idealizada por Maria Bethânia, a banda interpretou composições de Caetano e Gil, fora algumas canções de outros compositores como Fé cega, faca amolada de Milton Nascimento e o clássico popular Atiraste uma pedra, de Herivelto Martins.

Inicialmente o disco LP seria gravado em estúdio, mas por sugestão de Gal e Bethânia, foi o espetáculo que ficou registrado, sendo quatro daquelas canções gravadas pouco tempo antes no compacto duplo de estúdio, com as canções Esotérico, Chuckberry fields forever, São João Xangô Menino e O seu amor, todas gravações raras.

Na época da turnê, Gilberto Gil foi preso por porte de drogas, fato que acabou sendo registrado no documentário Doces Barbaros, dirigido por Jom Tob Azulay.

Depois disso já foi feito outro filme comemorativo, DVD, enredo da escola de samba GRES Estação Primeira de Mangueira, já comandaram trio elétrico no carnaval de Salvador, fizeram espetáculos na praia de Copacabana e uma apresentação para a Rainha da Inglaterra.

Faixas:
Disco 1
01. Eu e Ela Estávamos Ali Encostados na Parede

02. Esotérico

03. Eu Te Amo

04. O Seu Amor

05. Quando

06. Pé Quente, Cabeça Fria

07. Peixe
08. Um Índio

09. São João, Xangô Menino

10. Nós Por Exemplo

11. Os Mais Doces Bárbaros

Disco 2


01. Os Mais Doces Bárbaros

02. Fé cega Faca Amolada

03. Atiraste – Uma Pedra

04. Pássaro Proibido

05. Chuck Berry Fields Forever

06. Gênesis

07. Tárasca Guidon

Caetano & Bethania & Gal & Gil-Doces Barbaros (1976)

97 – Caetano Veloso – Araça Azul (1973)

março 23, 2009

Quarto disco de Caetano lançado em 1972, Araçá Azul retoma as transgressões de forma e estilo perpetuadas pelo Tropicalismo, unindo o prato-e-faca de Dona Edith do Prato (que chegaria ao primeiro disco próprio somente em 2004 por intermédio de Maria Bethânia) às metáforas de Sugar Cane Fields Forever (com a cana-de-açúcar substituindo, de certa forma, os morangos de Strawberry Fields Forever, dos Beatles). Há, também, Gilberto Misterioso, o bolero Tu Me Acostumbraste (de Dominguez), Eu Quero Essa Mulher (de Monsueto) e Araçá Azul. Produção do próprio Caetano Veloso.

Tracklist:

01. Viola
02. De Conversa / Cravo e Canela
03. Tu me Acostumbraste
04. Gilberto Misterioso
05. De Palavra Em Palavra
06. De Cara / Eu Quero Essa Mulher
07. Sugar Cane Fields Forever
08. Júlia / Moreno
09. Épico
10. Araça Azul



Caetano Veloso – Araça Azul (1973)